A existência e o humano em Sartre e Freire

Volnei Fortuna

Resumo


Este trabalho tem o intuito de refletir as concepções de existência e humano numa perspectiva educativa. Para isso, trataremos dos temas por meio do pensamento filosófico do existencialista francês Jean Paul Sartre e da pedagogia de Paulo Freire. O existencialismo vislumbra o ser humano a partir da subjetividade e singularidade, partindo da tese onde a existência precede a essência. Vislumbra a quebra de paradigmas de imobilidade, considerando que o ser humano é constante vir-a-ser, constitui-se enquanto sujeito a partir da solidariedade humana, emancipação e liberdade, sendo esta, própria e de outrem. Remete-nos, a partir da práxis autêntica, a formação de sujeitos humanizantes e humanizados, favorecendo o acesso ao conhecimento ético e responsável, que forma para a transformação humana e social.

The existence and human in Sartre and Freire

Abstract: This work is intended to reflect the views of human existence and an educational perspective. For this, we will address the issues through the philosophical thought of the French existentialist Jean Paul Sartre and Paulo Freire ‘s pedagogy. Existentialism sees the human being from the subjectivity and uniqueness, based on the thesis where existence precedes essence. Envisions breaking immobility paradigms, considering that the human being is constant coming-to- be, is constituted as a subject from the human solidarity, emancipation and freedom, which is, itself and others. Takes us from the authentic practice, the formation of humanizing and humanized subjects, favoring access to responsible and ethical knowledge, how to human and social transformation.
Keywords: Existentialism. Humanism. Education. Freedom. Sartre. Freire.


Palavras-chave


Existencialismo. Humanismo. Educação. Liberdade. Sartre. Freire.

Texto completo:

PDF

Referências


FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

SARTRE, Jean-Paul. O existencialismo é um humanismo. São Paulo: Abril Cultural, 1984.

JOLIVET, Regis. As doutrinas existencialistas: de Kierkegaard a Sartre. Porto: Livraria Tavares Martins, 1953.

GILES, Thomas Ransom. História do Existencialismo e da Fenomenologia. São Paulo: EPU, 1989.

GADOTTI, Moacir (Org.). Uma biobibliografia. São Paulo: Cortez; Instituto Paulo Freire, Brasília,1996.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Instituto Superior de Filosofia Berthier (IFIBE) | Rua Senador Pinheiro, 350 - Bairro Vila Rodrigues - CEP 99070-220 - Passo Fundo, Rio Grande do Sul - Brasil | Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2526-5709