Imprimir

Comunicação - Notícias

Capítulo dos MSF realizado em Santo Ângelo


Capítulo dos MSF realizado em Santo Ângelo

O XXVIII Capítulo dos MSF realizado em Santo Ângelo- RS, nos dias 18 e 19 de fevereiro-2014, foi animado por duas forças convergentes. Forças essas que nasceram dos MSF que se faziam presentes no Capítulo: a força da imanência e a força da transcendência. Essas duas forças deram a tônica do Capítulo nos momentos das exposições dos temas e nos momentos de debates de concepções e encaminhamentos das decisões do Capítulo. A força da imanência foi o enorme esforço dos capitulares e dos assessores do Capítulo de mostrar que a MISSÃO e o CARISMA dos MSF possuem uma dinâmica ético-político-evangélica de sempre levar o ser humano a lutar pela sua dignidade. Isto só será possível na medida em que a Missão e o Carisma se tornarem os meios e os fins para o desempenho das ações dos MSF, articulando permanentemente a ética, pastoral e o Evangelho. Muitas intervenções dos capitulares enfatizaram que para estabelecer a força do Carisma é necessário articular duas outras forças: o colegiado e a participação. E para que haja participação é necessária a materialização das condições humanas. E para se chegar às definições da participação faz-se necessário conjugar a força imanente da participação dos MSF, que é assegurar espiritualmente as condições da existência humana. A força da transcendência apareceu, com ênfase, nos momentos de místicas, celebrações e falas de "caráter escatológico", o sonho de um outro mundo que tenha como referência a dignidade humana. Em todos estes gestos aparecia a transcendência impelindo os MSF a progredirem na busca de novas formas de realizar a Missão. Como nas palavras de Dalmo Dallari: “O primeiro pressuposto da existência humana e, portanto, de toda a história, é que os homens devem estar em condições de viver para poder fazer a história. Mas, para viver, é preciso, antes de tudo, comer, beber, ter habitação, vestir-se e algumas coisas mais.” Isto mostra que a força da transcendência é a face teologal da história, que é ao mesmo tempo a razão e a condição material para a reivindicação que o Evangelho apresenta. O Capitulo foi realizado num clima de escuta atenta, de respeito e de cuidado com os capitulares. Este clima favoreceu aos MSF a realizar a eleição da nova Coordenação Provincial da Província Meridional. A legitimidade ético-evangélica do Capítulo foi a de ter a habilidade pedagógica de propor uma espiritualidade que conjugasse desde do início: a missão e a vocação dos MSF.

A nova coordenação provincial eleita ficou assim composta:
- Superior Provincial: Pe. Jandir Haas, msf;
- Primeiro Conselheiro: Pe. Celso Both, msf;
- Segundo Conselheiro: Pe. Lotário Niederli, msf;
- Terceiro Conselheiro: Ir. Lauri De Cesari, msf.


Newsletter